"VIAGEM"



Maranhão, Piauí e Ceará.

Quantos caminhos e histórias a contar.



I

Minha viagem começa

num lugar estratégico

onde todos queriam cuidar

travaram Guerras e revolução

para o domínio alcançar.


São Luiz do Maranhão

lugar de muita beleza

lindos casarões

da mais pura nobreza.


Lá tudo acontece.

Na praça.

Namoro.

Esperando que o dia anoiteça.


II

Nos lençóis maranhenses

visão de não acreditar

tanta beleza juntinha

na imensidão de dunas

lagoas, céu e ar.


Dizem que suas águas é de chuva.

Acrescento também o meu mirar.

Lágrimas de meus olhos

emocionados de chorar.


Dunas de areia branquinha

muda formas de repente

andar por elas

é descansar a mente.


Se Deus existe,

deve se inspirar.

Deve ter escolhido

este lugar para morar.



III

Caburé é um outro lugar.

De um lado o rio Preguiça

do outro o mar.

Entre eles o vento

que fez minha cabeça bagunçar.

Vento de nunca acabar.


Lá tive noites

que de tanto vento

não conseguia sonhar.

Eles saiam voando

igual penas no ar.



IV

Delta do Parnaíba

10 horas navegar.

Rio Parnaíba e seus igarapés

peixes, caranguejos e mangue

alimento para todo mar.


Quero que saiba!

De tanto mangue

virei mangue de tanto olhar.

Delta do Parnaíba

quero morrer lá.


Peixes que voam no mar

pássaros que nadam no ar.

Neste momento eu era

o barco a me navegar.


Não sei quem deságua em quem

entre o rio e o mar.

Na verdade tudo é um corpo só.

Eu e você, sem ninguém tirar.



V

Ali nos lugares que ia

tenho um símbolo de fortaleza

é a Carnaúba árvore resistente

a quaisquer intempéries da natureza



VI

Além da beleza natural

de praias, lagoas, rios e mar.

Tem a cultura alimentar

de crustáceos, frutas exóticas

peixes e tempero peculiar.


Não podemos deixar de lembrar

‘Tiquira, Mangueira e Ipióca’

aguardentes típicas de cada lugar

para ajudar a se envolver

com emoções da cultura popular.

Bumba-meu-boi

Cantorias e fitas.

Desde começo do dia

até novo raiar.



VII

Cada pessoa que via

uma pérola dela queria.

Era o seu sorriso ou queixumes

que assim o povo eu conhecia.


Olhando nos olhos

deste povo maravilhoso,

do Brasil fiquei

mais orgulhoso.



VIII

Conversei com o Vento e a Carnaúba

Do nordeste símbolos de poder e força.

Os dois me disseram:

'Menino deixa de bobage

a vida é uma grande viage'.



IX

Não foi só o meu olhar,

também de minha mulher Si

e filhos: Pedro e Matheus.

Só a companhia já mereceria

de mim, uma poesia.



X

Andei por mais lugares

todos levo no coração

agradeço a Deus

por me acariciar

esta recordação.


Finalizando acrescento:

Para que existe tanta beleza?

Uma coisa tenho certeza!

Viajar, viajar, viajar

E cuidar da natureza.












Essa foto requer explicação: ao fundo a lua; entre a máquina e a lua meu filho Pedro curtindo a lua, eu estou a uns 4 metros de distância dele ( repare em sua silhueta,ele esta de costas,temos a visão da orelha, descendo para o rosto e o contorno do ombro e na parte superior esquerda umas luzes/cores inexplicáveis). Esta foto foi tirada em São Luiz do Maranhão, dedico ao Sr do Vale.








































































esta foto não é mexida, é ilusão de ótica




esta foto não é colagem, alias nenhuma delas são













árvore deitada pela força do vento.



27 comentários:

BIA disse...

....Aprecio....


Também quero ir...

Na poesia....


Abraço muito terno



BIA

BIA disse...

Agora, voltando atrás... vou fazer-te um pedido: posso usar uma foto tua, para fazer uma pintura?

Todos somos um só, nas leis do universo!...

Quando editar o meu livro, está quase, só faltam os retoques...como poderei enviar-te um?


Abraço muito terno


BIA

Noslen ed azuos disse...

Sim querida Bia pode usar minha foto, na verdade me sinto lisonjeado por quer usá-la; quanto ao livro, que delícia, não vejo a hora de tê-lo em minhas mãos,conbinaremos via e-mail, muitos beijos.

noslen ed azuos

Sr do Vale disse...

Valeu a pena a espera por novas postagens, com certeza valeu, como já disse pessoalmente, são fotos que monstram um lugar quase inexistente, intransponível, de tanta beleza, talvêz pela ausênsia macissa de humanos.
O poema: acho que você foi picado pelo inseto que transmite a característica literária da região, o cordel. Trata-se de um cordel que descreve a paisagem, o costume, as coisas do lugar. Mas além disso a sua passagem e sentimentos, e uma das frases que resume tudo:

De tanto mangue
virei mangue de tanto olhar.

Gostei demais disso.

Abraços.

Sr do Vale disse...

Noslem, ia me esquecendo.
Agradeço imensamente a dedicatória, sabemos que havia neste momento um circuíto telepatico inconsciente, transmitido entre ambos.

obrigado.

Camila disse...

Que que isso?
Fotos perfeitas!
Ameiiii
=D

Crisfonseca disse...

Bela postagem,em tua escrita viagei pelo maranhão, encantei-me de lado a lado na descrição do lugar em tuas palavras.
Nas imagens encontrei o imaginado nas palavras e real na natureza.
Amei tudo, gente que vontade de estar nestes lençóis maranheses e que vontade de comer aquele caju da foto, imagino como deve ser um caju no pé.
Belíssima viagem você fez, obrigada por compartilhar-la
Beijos,
Cris

Nadezhda disse...

Não consegui ver todas as fotos, mas as que vi achei muito lindas! (Não só o conteúdo, mas também a qualidade das fotos).

A viagem deve ter sido ótima. E ficou linda retratada no poema ;)

Tia Zulmira disse...

"Para que existe tanta beleza?
Uma coisa tenho certeza!
Viajar, viajar, viajar
E cuidar da natureza." e também para poetas de corpo e alma como viocê extrairem o quê há de bom e compartilhar generosamente com agente! Muito obrigada!
beijos

Tia Zulmira disse...

hãm...num sei não se não teve dedinho de homem nessas fotos hein? haha

Carmello Café disse...

Amigo Noslen, que maravilha!
Você viajou e nos fez viajar junto, com suas letras e seus olhares. Deixou um gosto bom na boca.
Engraçado que enquanto eu ia vendo as fotos, de cima pra baixo, me deparei com aquela que você dedicou ao Sr do Vale, sem antes ver a sua dedicatória e logo a identifiquei como uma inspiração DoValeana. (rsrs)
Várias fotos maravilhosas, nem vou falar quais são as favoritas porque seria injustiça com as outras.
Agora sou eu quem está de férias, mas como vivo no meio da natureza, vou ver umas cidades...
Um abraço, amigo, e até!

Sr do Vale disse...

As corês, mesmo quando existe apenas uma cor a intenção é que essa cor tenha variações que dão forma e luz.
Este último trabalho, tive a intenção de manter as cores que em outros eu ia despresando até deixar uma ou duas.
Acho que tudo tem a ver com o astral do momento, só há multicores quando o momento for colorido.
E acredito que há uma dificuldade maior em passar uma idéia através de uma única cor, ou seja é um desafio.

Noslen, agradeço pelos comentários, que desde o começo desta descoberta, me incentivam, há muitos amigos e parentes, mas poucos se sembilizam com estes trabalhos, que com certeza, ainda vão ser revelados ao mundo, talvez não presenciemos isso.
Obrigado.

BIA disse...

…Não tenho, nem nunca tive muita preocupação de “viver o momento”, talvez porque vivo sempre e naturalmente,o momento. Umas vezes, congeminando o futuro, outras, recordando o passado, por vezes até chorando o leite derramado… são momentos, os nossos momentos, vividos da melhor ou da pior maneira, mas vividos. É vivendo a diversificação que nos expandimos! Não há tempo perdido! Até o tempo gasto a divagar… é ganho!
Mas que sei eu? Sei de algumas coisitas, simples e singelas… quase nada, nada, na Verdade!

Noslen, o livro está a “andar”aguardo resposta a contactos feitos à autarquia local…

Abraço muito terno

BIA

Menina Bonita. disse...

A vontadfe de conhecer lugares assim só aumentou com suas fotos incriveis e poemas encantadores!
Lindo,lindo,lindo!



Beijos ;*

Carmello Café disse...

Amigo Noslen!
Vim aqui para agradecer suas visitas e as vibrações positivas - valeu!!!!
O banner novo ficou sensacional.
Grande abraço e até!

w.barthiman disse...

Olá!
olha a visita ae!
Abraços!

Xangô disse...

Fala Noslen.....sensibilidade apuradissíma,Parabéns...Precisamos nos encontrar p/prosearmos sobre essa viagem,saudade do irmão!!!E o verde vai chegar!!!Abs
Xangô.

Tia Zulmira disse...

PESSOAL, ESTOU SEM ACESSO A INTERNET EM CASA POR ESSES DIAS, ENTÃO ME PERDOEM POR NÃO FAZER COMENTÁRIOS TÃO FREQUENTES NESSE PERÍODO (TENHO Q OTIMIZAR O MÁXIMO DE TEMPO POSSÍVEL NA NET POIS ACESSO NA LAN HOUSE MESMO).MAS CONTINUO POSTANDO MEUS TEXTOS E EM BREVE EU APAREÇO COM MAIS CALMA!
ABRAÇÃO!

mariam disse...

Olá!
voltou! e não me dei conta!

bem... que espanto de viagem!

Que maravilha! tudo!
as palavras... as fotos (soberbas!)... a harmonia familiar...

que bom passear por aqui. Obrigada.

um grande sorriso :)

Ana Clara disse...

Lindas fotos!!!
Parabéns!! Beijoos

Daniela disse...

Titioooo... Está explicado agora o dom de sua filha, não sabia que por trás desse tio doidoooo existia um grande poeta, e um excelente fotógrafo, fiquei arrepiada, pois não são simplesmente fotos, vc consegue ir além da imagem, como se retratasse a alma da imagem, nem o Photoshop consegue deixar tão perfeito, resumindo "é mágico". Esse lugar realmente é abençoado, com certeza se um dia eu tiver oportunidade irei conhecer, e levar a minha princesinha também.

Parabéns!

Bjs

Sua sobrinha Dany

Tata disse...

Que escrito belo! Da mesma forma as fotografias, em especial a do cachorrinho dormindo...

Plenas, divinas.

Beijo.

Oliver Pickwick disse...

Velho, Noslen! Nem vou perguntar se gostou da viagem. Afinal, foi no Nordeste, não é? Impossível não gostar.
Escreveu um livro de cordel e produziu um dos mais bonitos ensaios fotográficos da minha região.
Como nordestino xiita, agradeço-lhe em nome de todos os outros conterrâneos por tão espetacular homenagem à esta terra mais que querida.
Um abraço!

lua prateada disse...

A gentileza e o amor de uma pessoa podem mudar a vida de milhares,por isso neste fim de semana dá a todos que encontrares o amor e gentileza de que precisam.
Óptimo fim de semana...
Beijinho prateado com carinho

SOL

BIA disse...

Noslen, meu irmão de Caminho, cadê você?

Sem tempo? sem inspiração? Sem disposição?

Esta noite sonhei com você e com a sua família...fiz uma viagem ao Brasil...(terei eu feito uma viagem astral?) hehe divago...

Abraço terno

BIA

Lyra disse...

Lamentavelmente não me tem sido possível visitar este blog com tanta assiduidade quanta ele merece e que eu gostaria.
Fica, no entanto, a promessa de um regresso em breve para uma leitura pormenorizada.

Até lá ficam os desejos de tudo de bom e um excelente fim de semana.
Beijinhos e até breve.

;O)

P. S. - Nunca me esqueço de ti e parabéns pelas FANTÁSTICAS imagens!

L.Reis disse...

Estive para aqui perdida a ver as tuas fotografias... e palavra que fiquei cheia de "inveja" de algumas delas (especialmente as da areia-estão espectaculares!!) ...parece que afinal por aqui também se "escreve" com imagens. Os meus sinceros parabéns!