“ OLHAFOLHA ”




Folhas que o vento inventou asas imaginárias

pensou ser borboletas de tanto sol

mas faltaram as cores e o milagre do vôo.

Em que chão parará

será adubo fértil para a terra

ou alimento certo dos insetos.

Soltas à sorte de vento e pegadas.

Presas em suas árvores

só encontram a liberdade

quando morrem.


Mas...

uma criança ainda brinca

e reinventa a vida

e o poeta dos olhares

rouba sua última imagem

das folhas em que escreve

a poesia da natureza morta.






































9 comentários:

Maria disse...

Enquanto houver uma criança a brincar,a vida será reinventada!

Abraços saudosos, querido Amigo

BIA

cristinasiqueira disse...

Oi,

Delicadas e poéticas imagens vindas pelo vento ao teu coração sensível.
As fotos lindas,folha só,folhas acompanhadas,cores e texturas.Aquela folha em vermelho molhado é linda.

Com carinho,

Cris

M.PAUMARCH disse...

Nelson, amic meu, algunes d'aquestes fotos de "folhas" són autèntiques obres d'art, per a ampliar-les i penjar-les, però d'una en una, per no distreure la mirada i penetrar profundament en la poesia que contenen.
Parabéns, meu amigo!
Gràcies per mostrar al món que ainda queda alguna gent excel·lent com tu.
Una abraçada.

Sr do Vale disse...

Captação da arte, com arte.

Reflexo d Alma disse...

Que delícia...
tenho costume de por onde ando
tirar fotos do que me chamar atenção e depois escrevo sobre...
é algo tão bom...
Lindo por aqui.
Bjins entre sonhos e delírios

Reflexo d Alma disse...

"Lindos versos..."Folhas que o vento inventou asas imaginárias
pensou ser borboletas de tanto sol
mas faltaram as cores e o milagre do vôo."

Então , acredita que fiquei tão encantada com as folhas que só percebi o poema agora que vim avisar que deixei resposta pra vc
la no meu blog?
Então estamos empatados?
Bjins

Dauri Batisti disse...

Caramba, rapaz! Que coisa bonita, essa combinação radical entre palavras e imagens.

Parabéns!

Cαmilα ♥ disse...

Nossa, que fotos mais lindas!
Me lembraram o lay do meu blog!
Adoro chão, terra, asfalto... acho que é devido ao meu trabalho. rs
Suas imagens são repletas de poesia.


Um super beijO

Maria disse...

...mais uma vez Natal...

Deixo beijinhos embrulhados em papel de seda luminoso e colorido!

Saúde e Paz, para ti e para os teus


BIA