"24 anos"





24 anos
Preocupações inúteis
Sofrimentos em vão

Vais alma febril
Continue agora seu destino
Sem seu corpo juvenil

Terão o que lembrar de ti:
Sorrisos fartos
Brilhos olhares
Coração trovão
Sangue vulcão

Qual desastre procurares
Que fatalidade encontrares

Vais menino brincar
No quintal dos anjos
Lá serás mais feliz

Sossegará suas paixões
Acalmará suas emoções

Terás o que procuras
O que tanto procurou
Sem o saber que procurares:
A verdade, Robson.




-em memória
à Robson-

Dedico à Marizete
“mãe de Robson”.

5 comentários:

Xangô disse...

...............(Silêncio)
Abs
Xangô.

Samanta disse...

Amém...

Bjs

Oliver Pickwick disse...

Uma homenagem tocante. Não há mais o que dizer.
Um abraço!

Anônimo disse...

O mais lindo de todos que li até agora no seu blog... parabés pelos lindos poemas!!!
bjs...
Sabrina.

Neuza disse...

Lindo....