"SONHO"




Apague o sol
acenda a lua
e na tela
você nua.

Abro os olhos
As luzes ‘desmontam’ cores
. . . ?. . .
Esqueci de apagar
a luz do sonho
volto a dormir
apago o sonho
abro os olhos
as luzes mostram suas cores.

No sonho que sonhava
você esta nele
'mistura-se nas palavras'

É um sonho
E a verdade passou.
No sonho que sonhava.

Vou acordar
Antes que
Nestas palavras
Esqueço-me
Do dia
E volto a sonhar.

Pratos na pia
Carro na garagem
Noticia na televisão
Grite mais alto
Não cale
Rasgue sua blusa
Pinte uma tela
De cores vermelhas
Esqueça.

Diante do altar
casamento
Por toda sua vida.
Risos e lamentos

Na mentira do dia
A vida esvazia
Na verdade da noite
' sonho'.

12 comentários:

BIA disse...

Aqui estou tal rainha...

Trago na fronte uma tiara de flores
No olhar um belo acreditar
Que a chuva lava e cria
Vida nova entre as pedras da estrada!

Vale a pena deixar chover quando a alma tem vontade de chorar!

Sonho também além da cortina e da luz que se apagam...

Vivo na ânsia que se faça realização

O sonho que jorra bem de dentro do coração!

Abraço aberto ao seu


BIA

Nadezhda disse...

"Esqueci de apagar
a luz do sonho".

Essa luz eu sempre esqueço de apagar ;)

Carmello Café disse...

Falaí, amigo Noslen!
Belo jogo de palavras e sonhos.
Como vai esse pé? Já se cansou de manquejar?
Abração!

Thiago disse...

eu gosto de deixar a luz dos sonhos sempre ligada! Quando eu apago eu esqueço de sonhar.

Thiago disse...

sim sim, cabe um tanto na palma, nos dedos e por entre eles...

:)

Tata disse...

Tanta doçura que escorre aos litros.

Tá linda a poesia.

Oliver Pickwick disse...

Lírica e, num dado momento, tropicalista. Continua afinado, velho Noslen.
Um abraço!

P.S.: Interessante a foto do seu novo avatar. É como se fosse um representante de todos nós, brasileiros, diante dos governantes e outras autoridades que temos.

lua prateada disse...

Na verdade é na escuridão que encontramos a luz,porque é quando estamos a sofrer que essa Luz está mais próxima de nós...
Beijinho prateado
SOL

Camila disse...

"Apague o sol
acenda a lua"
Quanta perfeição, Nelson!
Adorooooo

Sr do Vale disse...

É isso aí Noslen, lua, sol, sonhos e as vivências do dia a dia ao qual a vida nos leva.
E como diz o poeta Ioanes Nullius, deixemos de lado todos os sentidos, pois a vida não tem sentido ou quem sabe todos.

abraços.

mariam disse...

Noslen,
toda uma inquietação de quotidianos
mais-ou-menos simplistas, mais-ou-menos regulares, mais-ou-menos esperados, mas se calhar não sonhados...

Bom fim-de-semana
e uma melhor semana
deixo-lhe uma castanha-assada (é tempo delas!)
e um sorriso :)

mariam

ah! e as suas melhoras! espero que recuperação esteja a galope...

Rafaela Abreu disse...

Ah, que bom te ver de novo... senti falta de sensualidade-poesia!

Abraço