4º POESIA & GRAFISMO (última)

e o fotógrafo da fotografia fotografa o fotógrafo que vê poesia no fotógrafo da fotografia “Brota do chão feito árvore de tinta no horizonte muro de minha imaginação há criatividade no retrato do dia-a-dia na revista social da cidade” e o fotógrafo da fotografia fotografa o fotógrafo que fotografa o fotógrafo da fotografia




21 comentários:

BIA disse...

Ó fotógrafo, caçador de emoções!

Como pode um simples clic captar tanta significância?


Abraço terno e muito amigo



BIA

Lucinha disse...

hummmmm .. vim conhecer seu cantinho, e voltarei mais vzs..

Convido vc a ir em sonhos e receba minha amizade e meu carinho.. beijossssssss

Ariane Rodrigues disse...

Então muito cuidado.

Não olhe demasiado,

podes ser capturado

no instante do ato.



E um abraço!

BIA disse...

Vejo no reflexo o clic...que o capturou!


BIA

Senhora Loirinha Má disse...

Mesmo
disfarçado de muro,
está claro
é um auto-retrato.
:)

Sr do Vale disse...

Isso é que chamo de auto retrato.

Nadezhda disse...

"e o fotógrafo da fotografia fotografa o fotógrafo que fotografa o fotógrafo da fotografia"

Constantemente.

;)

L.Reis disse...

Um verdadeiro palimpsesto de significados!!

Selena Sartorelo disse...

Fotografando a própria fotografia, um ego em parceria.O momento real transformado em encanto e magia.
A quimera da filosofia.

Obrigada pelo presente.

beijos,
Selena

A Flor do Sul disse...

A vida copiaa arte, ou évice-versa?
A mim, parece quesão os dois. Tu tens um bom olho.
Até.
Au revoir.

Oliver Pickwick disse...

Muito, muito criativo este post. És mais que um fotógrafo. Além disso, a ilustração do grafismo parece capa de disco de rock.
Um abraço!

BIA disse...

Noslen, pode voltar ao meu blogue e ler o poema traduzido!


Na altura em que o postei, ainda não tinha a tradução escrita correctamente!


Abraço terno


BIA

philó disse...

e o poeta está solto... por aí e por aqui...
que bom que há poesia... e poeta neste mundo!!!

beijos.

Achados e Perdidos disse...

esse google... procurava "dança aleatória" e me aparece um dos seus lindos poemas. adorei sua arte! obrigada "acaso", por essa maravilhosa descoberta.

Mariana disse...

Cliquei no POEME-SE e ele logo saltou à vista
dizia ele: oba,hoje é dia de visita!
saudou-me com grafites,cerca e poça d'água bem urbana
senti saudades,
Mariana!

Nuno G. disse...

excelente blog!!!!! fiquei encantado... vou voltar SEMPRE!

(www.minha-gaveta.blogspot.com)

Cαmilα ♥ disse...

Linda Magia essa de fotografar!
É parar o tempo!

BeijOs

Poeta Mauro Rocha disse...

Interessante esse trabalho e o fotografo que capta as almas foi capturado pelo grafite.

Um abraço

mariam disse...

no coment anterior entrei com outra conta... sorry!
mariam :)

Thiago disse...

adorei o jogo de palavras.

O Profeta disse...

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa

Este sol que beija a ilha na manhã
Traz um sorriso cheio de mistério
Este verde orvalhado pela bruma da noite
É o tapete de um Deus no seu império




Bom fim de semana


Abraço