TIÊ-SANGUE



Só sinto o Sol em meu coração.

Muda minha alma muda, encarnada em penas.

Estou repleto em meu piar e por não entender me entendo.

Transmutação, asas da imaginação,

todos sentidos, intuição.

Única espera é estar.

Viver a arte em sua maior poesia, suprema natureza, sabedoria.

Tié-sangue, nele me descubro em alegria e a vida plena de harmonia.


Sei que quando voar transcenderá para outro lugar

minha alma continuará sempre no mesmo instante

pousado em minha lembrança

já com alma de tiê-vermelho-sangue.





13 comentários:

BIA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BIA disse...

Alma, sangue e penar...

Não fique tão triste meu querido Irmão de Caminho. Veja bem que o passarinho tem asas e mal pode voar, sai do ninho, cumprindo o seu destino...assim acontece com os nossos filhos. Eles também ganham asas e voar!

Abraço muito terno

BIA

Cris Animal disse...

Oi Noslen! demorei para responder seu comentário no meu blog, pq na verdade uso apenas ao blog "Rascunhos em Vidas". Aquele que vc comentou fica meio que de selos que amigos mandam e um cantinho para quem acha.....rs....como vc, mas acabo entrando pouco.
Em primeiro lugar, obrigada pela visita e bom pra caramba saber que nossa esperança e amor à natureza e animais sempre encontra mais mãos dispostas a entrar nessa luta. Pelo que pude notar, vc adora bicho e natureza.
Pena, que a maioria da humanidade ainda não entendeu que matar seu semelhante ( ANIMAL) ou destruir o planeta é acabar com a própria vida.
Enfim...
Desanimar nunca. Há luta é de todos nós.
estou te linkando no RASCUNHOS EM VIDAS. Mais fácil para seguir seus rastros. .............rs
beijo
............Cris Animal

Eliana Mara Chiossi disse...

Acho que ainda vamos encontrar um tempo para montar uma galeria de fotos com poesia. Você me dá muita inspiração por aqui.


Beijos e carinho

Luana Ferraz disse...

O Sol, sempre o sol, meu súdito...

Beijos

Rafaela Abreu disse...

'e por não entender me entendo'

Você tem escrito coisas tão boas, ultimamente! Eu adoro ler por aqui'


p.s. algumas vezes (como agora) sinto como se tuas fotografias falassem mais que tuas belas paalvras...

Camila disse...

LINDO
Ainda é pouco para descreve-lo.

Beijos meus

mariam disse...

Noslen,
já tinha saudades de vir aqui, quanto tempo!!!
espero que tudo bem consigo! (e o pé?)

um fantástico texto, muito sentido! (e...não conhecia esta avezinha!obrigada)

deixo-lhe um ramo de frésias, o meu abraço e um sorriso :)
mariam

Ana disse...

Lá está tambem a minha alma, nesse mesmo instante.

Thiago disse...

o importante mesmo é alcançar o voo!

Oliver Pickwick disse...

Rapaz, este pássaro é conhecido no Sul da Bahia como "Sangue de boi". Há tempos não via um desses.
Gostei da poesia de duplo sentido, a homenagem ao pássaro, e alegoria por trás dos versos.
A fotografia do bicho sobre o telhado está de lascar.
Um abraço!

Cristiana Fonseca disse...

Lindíssima fotografia e bela poesia.
Obrigada pela doce visita e pelas palavras gentis.
Abraços,
Crisfonseca

BIA disse...

Aqui estou mais uma vez e sempre... a olhá-lo na distância que percorre o sentimento!


Abraço meigo


BIA